Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5[ImagesOnly]

Style6

Sobral Levar cursos profissionalizantes para jovens a partir de 14 anos com baixo custo. Esse é o principal objetivo do Projeto Jovem em Ação, que está atendendo hoje 19 municípios na Zona Norte. A iniciativa pertence ao Instituto de Desenvolvimento Educacional do Ceará (Idec), fundado pelo casal Francisco Ítalo Mouta Ponte e Cynthia Duarte de Barros há três anos.

Em um período de sete meses, os interessados são qualificados em oito cursos específicos para atender às exigências do mercado de trabalho. A matrícula é um quilo de alimento e as mensalidades custam apenas R$ 25,00. O certificado é reconhecido em todo o território nacional.

De acordo com Cynthia, o objetivo do projeto é resgatar a autoestima de jovens carentes, tirando-os da ociosidade e dando oportunidade de ingresso no mercado de trabalho. "Nossas grades de cursos são feitas a partir de um estudo de campo sobre as necessidades do mercado".

O pacote dessa vez conta com cursos de qualidade no atendimento, auxiliar em segurança do trabalho, marketing pessoal e profissional, auxiliar de departamento pessoal, auxiliar administrativo, supervisor de vendas, gerente comercial e atendente bancário. "São cursos voltados para o mercado de modo geral. No final do curso, todas as turmas são reunidas em uma grande palestra sobre desenvolvimento pessoal e profissional e o segredo da autoestima".

O casal afirma que a demanda pelos cursos é grande, tendo turmas durante todo o dia de sábado, divididos em aulas de duas horas por turma e sem número de vagas. "Houve uma grade que foi ofertada em Itapipoca que chegou a ter uma média de 400 alunos. Existiam turmas a cada duas horas, das 8h até as 20h".

Segundo Ítalo, um dos maiores desafios hoje é que o diploma seja reconhecido também pelo Ministério da Educação (MEC) e a conscientização do aluno para que ele não largue o curso pela metade quando conseguir um emprego. "Hoje há um índice de 30% de desistência, principalmente, porque os jovens conseguem o emprego tão desejado. Isso é prejudicial porque apenas quando se participa de todos os módulos ele recebe o certificado", diz.

Para contornar isso, o projeto oferece a opção de troca de horário e declarações para serem apresentadas ao empregador. "É normal que os empregadores sejam bem flexíveis quanto ao jovem continuar no curso, pois é o profissional dele que estará trazendo qualidade para o serviço oferecido", explica Ítalo.

O projeto, que completou três anos, já fazia parte dos planos do casal há quase cinco anos. Ítalo conta que sempre foi um desejo de ambos e fazia parte do cotidiano de Cynthia, que trabalhava com Serviço Social. "Foram mais de quatro anos pensando e planejando, pois os gastos foram expressivos para abrir o Instituto, além das buscas por parceiros".

Parceria
Para o projeto chegar a uma cidade, ele deve ter parceria com a Secretaria de Educação do município, a fim de que seja cedido um espaço para as aulas. Os professores pagos pelo Idec são levados por Ítalo para as cidades atendidas, e a manutenção financeira é feita semanalmente.

Cynthia comenta que o pagamento semanal da folha de professores é uma escolha feita por eles, que garantem que, caso um professor não atenda às necessidades da turma, possa ser trocado ou remanejado.

Ela conta que o nível de envolvimento do projeto com os alunos é bastante pessoal, ressaltando o caso de uma das alunas que ficou paralítica e não pôde terminar o curso com a turma. "Eu e Ítalo levamos o professor à casa dela e terminamos o curso em domicílio, entregando-lhe o certificado". Outro perfil de aluno são os idosos que buscam estar em boa forma produtiva.

Mais InformaçõesProjeto Jovem em Ação
Rua Coronel Diogo Gomes, 1050 Centro - Sobral
Zona Norte do Estado
Telefone: (88) 9996.1349

JÉSSYCA RODRIGUES
COLABORADORA

.

About Jean Claudio

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment

Política de comentários

O Portal Ceará em Rede não se responsabiliza pelos comentários de seus internautas, que podem ser feitos livremente, desde que respeitando-se as leis Brasileiras, as pessoas e assuntos abordados aqui.

Salientamos, que as opiniões expostas neste espaço, não necessariamente condizem com a opinião do nosso site.

Atenciosamente:
Equipe Ceará em Rede

Seguir no Email