Header Ads

Image and video hosting by TinyPic
  • Breaking News

    Com salários iguais, Felipão e Parreira recebem mais de R$ 4 milhões de rescisão da CBF

    Um era coordenador técnico. O outro, treinador. E ambos com salários idênticos. Tanto Carlos Alberto Parreira quanto Luiz Felipe Scolari ganhavam, na carteira, R$ 612.154,42 de salário da CBF, revela o jornal 'Folha de S.Paulo' desta quarta-feira.

    Por isso, os dois receberam da entidade que rege o futebol brasileiro o mesmo valor pela rescisão de contrato após suas demissões, no último dia 14: R$ 4,197 milhões.

    O diário paulista afirma que Parreira, Felipão e Flávio Murtosa, auxiliar técnico, foram demitidos pela CBF "sem justa causa pelo empregador".

    Pelas contas da Folha, ex-coordenador e ex-treinador receberam em salários pelo menos R$ 11 milhões em um ano e meio, enquanto Murtosa ganhou R$ 1,6 milhão.

    Além disso, antes da Copa do Mundo - na qual o Brasil caiu na semifinal após goleada vexatória sofrida para a Alemanha por 7 a 1 -, em junho, Felipão e Parreira aumentaram seus ganhos para mais de R$ 900 mil por causa de premiação, que não foi discriminada pela CBF, segundo a Folha de S.Paulo.

    Agora, Luiz Felipe Scolari retoma sua carreira ao acertar com o Grêmio, onde será apresentado nesta quarta, ao lado de Murtosa. Parreira não tem planos definidos.

    MSN

    Nenhum comentário

    Comente, opine com responsabilidade, violação dos termos não serão aceitos. Leia nossa Política de Privacidade.

    Post Top Ad

    Image and video hosting by TinyPic

    Post Bottom Ad