Header Ads

Image and video hosting by TinyPic
  • Breaking News

    Vice-premiê aconselha mulheres a não rir em público e gera revolta na Turquia

    Centenas de mulheres turcas postaram fotos de si mesmas rindo no Twitter nesta quarta-feira (30) para protestar contra os comentários do vice-primeiro-ministro, Bulent Arinc, que aconselhou as mulheres a não rir em público para "proteger os valores morais".

    Melda Onur, uma parlamentar do principal partido de oposição, o CHP, disse no Twitter que os comentários de Arinc classificam risadas como um ato desonroso e deixam as mulheres sujeitas à violência.

    Arinc criticou a mídia nesta quarta-feira por veicular seus comentários fora de contexto e se concentrar em uma pequena parte de seu discurso, no qual ele afirma ter aconselhado homens e mulheres a adotarem "comportamentos éticos".

    "Algumas pessoas me criticam ao pegar apenas uma parte de um discurso de uma hora e meia. Que alegação infundada e repugnante. Pessoas que ouviram todos os meus comentários têm percebido isso", disse Arinc, segundo o jornal Hurriyet.

    "Eu acredito que fiz um discurso útil", disse ele.

    — Se eu tivesse apenas dito que as mulheres não devem rir, então eu teria feito algo irracional. Mas o meu discurso foi sobre boas maneiras e preceitos morais.

    Os opositores acusam a administração do primeiro-ministro turco, Tayyip Erdogan, de governar de forma cada vez mais autoritária e de intervir na vida privada das pessoas, o que tem sido uma fonte de conflito entre os secularistas do país e os simpatizantes conservadores de Erdogan.

    Erdogan está a caminho de se tornar o primeiro presidente eleito diretamente da Turquia, um país predominantemente muçulmano.

    Arinc, um dos cofundadores do Partido AK, de Erdogan, disse nesta semana durante a festa de Eid al Fitr, que marca o fim do Ramadã: "A mulher deve ter castidade ... Ela não deve rir na frente de todos e não ser convidativa em seu comportamento. Ela deve proteger sua honra".

    Uma organização pelos direitos das mulheres disse que vai apresentar uma denúncia contra o vice-premiê.

    Seus comentários, em que ele também criticou novelas de televisão, atraíram críticas do candidato à Presidência da oposição Ekmeleddin Ihsanoglu. Ele tuitou: "Nosso país precisa que nossas mulheres riam e de ouvir o riso alegre de todos mais do que nunca".

    R7

    Nenhum comentário

    Comente, opine com responsabilidade, violação dos termos não serão aceitos. Leia nossa Política de Privacidade.

    Post Top Ad

    Image and video hosting by TinyPic

    Post Bottom Ad