Header Ads

Image and video hosting by TinyPic
  • Breaking News

    Ceará domina partida e elimina o favorito Internacional da Copa do Brasil

    Ceará e Copa do Brasil têm um caso de amor. Um amor capaz de entrar em campo e desbancar favoritos, como há vinte anos, quando o Vovô bateu o Internacional na mesma competição. Na ocasião, o Alvinegro disputaria as finais do certame contra o Grêmio. Em 2014, não se pode garantir que o Vovô estará nas finais, mas há a certeza de que o caminho está sendo bem traçado. Nesta quarta-feira, o 12° jogador fez a diferença. Não houve a síndrome da casa cheia. Com o Castelão lotado, o Ceará bateu o Colorado por 3 a 1 e se garantiu nas oitavas de final da Copa do Brasil.

    Com faro de gol, Magno Alves marcou o primeiro aos dez minutos, após assistência de Bill. Este, por sinal, teve um gol anulado, minutos antes, mas foi coroado na segunda etapa ao marcar o segundo do Vovô. A festa da torcida quase encobriu o festejo colorado, com o gol de Valdívia. Mas a noite era dele. No fim, Magno Alves marcou mais um, levou a torcida ao delírio e decidiu o jogo no Castelão.

    O Ceará só conhecerá o adversário das oitavas de final após o sorteio que define os próximos confrontos da Copa do Brasil, na próxima segunda-feira. Os duelos ainda não têm datas definidas. O Colorado agora irá disputar a Sul-Americana.

    Pressão que vira gol

    Parecia decisão de campeonato. A torcida cearense sequer esperou a bola rolar para começar a cantar. E como cantou. Se Wellington Paulista teve a primeira chance do jogo, de cabeça, as investidas coloradas cessaram por aí. Embalado pelo 12° jogador, o Vovô pressionou o Inter desde o começo. Se Bill teve um gol anulado logo no início, não demorou a servir Magno Alves. Aos dez minutos, gol de Magnata e explosão na arquibancada da Arena Castelão.

    O Ceará jogava fácil. Roubava bolas, chegava ao ataque e o Internacional apenas acompanhava o jogo. A pressão inicial foi tanta que faltou fôlego ainda no primeiro tempo. O Inter melhorou. Chegou até a marcar um gol com Wellington Paulista, mas o impedimento fora marcado. Em vão, a equipe gaúcha buscou ameaçar o Vovô até o fim do primeiro tempo.



    Inter até que tentou reação, mas acabou dominado
    em campo (Foto: Alexandre Lops/Inter)

    Magnata fecha o placar

    A conversa de Abel Braga com o elenco colorado no intervalo pareceu ter surtido efeito. Se o Vovô começou com todo o gás na primeira etapa, o Inter deu o troco no segundo tempo. Valdívia, Rafael Moura e Wellington Paulista bombardearam a meta de Jaílson nos dez primeiros minutos. Da arquibancada, a torcida reverberava cobranças à arbitragem e dava forças ao time cearense.

    O Alvinegro de Porangabuçu passou a jogar no contra-ataque. Magno Alves e companhia levantavam a torcida ao arrancar para a área colorada. Até que Bill, após as três tentativas frustradas no primeiro tempo, enfim comemorou. Nikão encobriu o goleiro e o atacante alvinegro apenas empurrou para as redes, marcando o segundo dos donos da casa. A festa foi tamanha na arquibancada que muitos sequer viram quando Valdívia marcou o primeiro do Inter, após saída errada de Jaílson na investida de Rafael Moura.

    Foi então que veio o êxtase final. Após o terceiro gol, marcado por Magno Alves e comemorado como um título pela torcida, gritos de "olé" e declarações flagrantes de amor vieram da arquibancada. Após o golpe de misericórdia, o Ceará apenas segurou o jogo para se garantir nas oitavas de final da Copa do Brasil.

    globoesporte

    Nenhum comentário

    Comente, opine com responsabilidade, violação dos termos não serão aceitos. Leia nossa Política de Privacidade.

    Post Top Ad

    Image and video hosting by TinyPic

    Post Bottom Ad