Header Ads

Image and video hosting by TinyPic
  • Breaking News

    Morre aos 63 anos em Sobral Renatinho Coelho

    Vítimas de falência múltipla de órgãos, faleceu na madrugada (2 h) desta quinta-feira, 7, no Hospital Regional Norte de Sobral, o bancário aposentado Renato Coelho, 63 anos.

    Renatinho no velório do filho José RenatoRenatinho, como era conhecido, encontrava-se hospitalizado no HRN há 12 dias, visando recuperar-se de complicações renais, dentre outros problemas de saúde.

                       Renatinho no velório do filho José Renato

    Nascido em Limoeiro do Norte (CE), em 18 de novembro de 1950, era filho do casal Maria de Lourdes Coelho/Raul Coelho, ambos falecidos. Ainda jovem veio para Sobral onde estudou, trabalhou e ultimamente residia. Era casado com Selma Coelho, com quem teve cinco filhos, dos quais quatro ainda vivos.

    Era pai do vigilante José Renato Coelho Rodrigues, assassinado em Sobral pelo juiz Pedro Pecy Barbosa no Supermercado Lagoa, em 27 de fevereiro de 2005. Amplamente divulgado pela mídia, o crime teve repercussão internacional, uma vez que foi gravado pelas câmeras de segurança daquele estabelecimento comercial.

    Antes de ingressar no Banco do Brasil S.A., Renatinho foi professor de Matemática e trabalhou em escritório de Contabilidade e Teleceará, por pouco tempo. Homem inteligente, simples, educado, de fácil comunicação, em 2012 foi candidato a vereador em Sobral sob o registro Renatinho 15563, concorrendo pelo PMDB.

    Depois de velado na Funerária São Francisco e celebração da missa de corpo presente na igreja Coração de Jesus, o corpo de Renato Coelho foi sepultado no cemitério São Francisco, no bairro do Junco, nesta cidade.


    Fonte: Blog do Artemisio da Costa

    Post Top Ad

    Image and video hosting by TinyPic

    Post Bottom Ad