Header Ads

Image and video hosting by TinyPic
  • Breaking News

    Tragédia: o candidato à Presidência Eduardo Campos morre em acidente aéreo em São Paulo

    O candidato à Presidência da República Eduardo Campos (PSB) morreu em um acidente de avião em Santos na manhã desta quarta-feira (13), confirmou Julio Delgado, deputado federal do partido. Segundo uma fonte da agência internacional de notícias Reuters, que falou sob condição de anonimato, a candidata à vice-presidente na chapa do PSB, Marina Silva, não estava na aeronave. Porém, outras 6 pessoas também faleceram, 4 passageiros, o piloto do jato e o copiloto.

    Segundo o Corpo de Bombeiros, o acidente ocorreu por volta das 10h, em uma casa na altura do número 50 da Rua Vahia de Abreu, na esquina com a Rua Alexandre Herculano, no bairro do Boqueirão. Quando se preparava para pouso, o avião arremeteu devido ao mau tempo - chovia em Santos na hora.

    De acordo com o Comando da Aeronáutica, a aeronave é um Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, que decolou do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino ao Aeroporto de Guarujá (SP). Depois da queda, o controle de tráfego aéreo perdeu contato com a aeronave.

    A Aeronáutica informou que já iniciou as investigações para apurar os fatores que possam ter contribuído para o acidente. Oito carros dos Bombeiros estão atendendo às ocorrências. Representantes do PSB viajam para Santos para se juntar à perícia no reconhecimento do corpo das vítimas.

    Eduardo Campos nasceu em 10 de agosto de 1965, em Recife. O político se formou em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) aos 20 anos. Adentrou na política por influências muito próximas, como de seu avô e da sua mãe, e se tornou governador do seu estado e presidente do seu partido. Eduardo deixa a esposa e 5 filhos.

    Coincidência trágica

    Eduardo Campos morreu no mesmo dia que o avô, Miguel Arraes, em 13 de agosto. Miguel, nascido no município cearense de Araripe, também teve trajetória de sucesso na política, sendo governador do estado de Pernambuco por 3 vezes, deputado estadual e federal e prefeito da capital, Recife. Miguel faleceu em 2005, há exatos 9 anos.


    Diário do Nordeste

    Nenhum comentário

    Comente, opine com responsabilidade, violação dos termos não serão aceitos. Leia nossa Política de Privacidade.

    Post Top Ad

    Image and video hosting by TinyPic

    Post Bottom Ad