Header Ads

Image and video hosting by TinyPic
  • Breaking News

    Tragédia: o candidato à Presidência Eduardo Campos morre em acidente aéreo em São Paulo

    O candidato à Presidência da República Eduardo Campos (PSB) morreu em um acidente de avião em Santos na manhã desta quarta-feira (13), confirmou Julio Delgado, deputado federal do partido. Segundo uma fonte da agência internacional de notícias Reuters, que falou sob condição de anonimato, a candidata à vice-presidente na chapa do PSB, Marina Silva, não estava na aeronave. Porém, outras 6 pessoas também faleceram, 4 passageiros, o piloto do jato e o copiloto.

    Segundo o Corpo de Bombeiros, o acidente ocorreu por volta das 10h, em uma casa na altura do número 50 da Rua Vahia de Abreu, na esquina com a Rua Alexandre Herculano, no bairro do Boqueirão. Quando se preparava para pouso, o avião arremeteu devido ao mau tempo - chovia em Santos na hora.

    De acordo com o Comando da Aeronáutica, a aeronave é um Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, que decolou do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino ao Aeroporto de Guarujá (SP). Depois da queda, o controle de tráfego aéreo perdeu contato com a aeronave.

    A Aeronáutica informou que já iniciou as investigações para apurar os fatores que possam ter contribuído para o acidente. Oito carros dos Bombeiros estão atendendo às ocorrências. Representantes do PSB viajam para Santos para se juntar à perícia no reconhecimento do corpo das vítimas.

    Eduardo Campos nasceu em 10 de agosto de 1965, em Recife. O político se formou em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) aos 20 anos. Adentrou na política por influências muito próximas, como de seu avô e da sua mãe, e se tornou governador do seu estado e presidente do seu partido. Eduardo deixa a esposa e 5 filhos.

    Coincidência trágica

    Eduardo Campos morreu no mesmo dia que o avô, Miguel Arraes, em 13 de agosto. Miguel, nascido no município cearense de Araripe, também teve trajetória de sucesso na política, sendo governador do estado de Pernambuco por 3 vezes, deputado estadual e federal e prefeito da capital, Recife. Miguel faleceu em 2005, há exatos 9 anos.


    Diário do Nordeste

    Post Top Ad

    Image and video hosting by TinyPic

    Post Bottom Ad