Header Ads

Image and video hosting by TinyPic
  • Breaking News

    Nome de Cid Gomes é citado por delator da Petrobras!

    Reportagem traz à tona outros nomes apontados por Paulo Roberto Costa em depoimento
    A revista ISTOÉ desta semana trouxe à tona outros nomes, além dos já divulgados, citados por Paulo Roberto Costa em delação à Polícia Federal. Da lista, consta o nome do governador do Ceará, Cid Gomes, além do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e dos senadores Delcídio Amaral (PT-MS) e Francisco Dornelles (PP-RJ).

    Em depoimento à PF, o ex-diretor de Abastecimento e Refino da Petrobras, considerado o maior arquivo vivo da República, entregou nomes de políticos e empresas que superfaturaram em 3% o valor dos contratos da Petrobras exatamente no período em que ele comandava o setor de distribuição, entre 2004 e 2012.

    Na delação que fez à PF, Paulo Roberto Costa menciona que negociou com o governador do Ceará a instalação de uma minirrefinaria no Estado. O projeto seria apenas uma fachada para um esquema de lavagem de dinheiro por meio de empresas que nunca sairiam do papel.

    “Não sei quem é Paulo Roberto. Nunca estive com esse cidadão e sou vítima de uma armação de adversários políticos”, garantiu Cid, na tarde dessa sexta-feira (12), à revista.

    Apesar de negar conhecer o ex-diretor, matéria do jornal O Estado de S.Paulo do dia 22 de março deste ano (veja aqui) revelou que Paulo Roberto Costa assumiu que negociava com o governador do Ceará a construção de uma minirrefinaria no Estado. No dia seguinte, em 23 de março, a revista ISTOÉ também publicou reportagem na qual afirmou que a Refinaria Petróleo Cearense Ltda. estava sendo negociada com o governador Cid para ficar no Pecém (veja aqui).

    Leia a matéria da revista ISTOÉ desta semana aqui.

    A LISTA

    Antes da revelação dos novos nomes, já era sabido que constavam da lista de Costa os presidentes do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara, Henrique Eduardo Alves, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, o ex-governador do Rio Sérgio Cabral, a governadora do Maranhão, Roseana Sarney, João Vaccari Neto, secretário nacional de finanças do PT, Ciro Nogueira, senador e presidente nacional do PP, Romero Jucá, senador do PMDB, Cândido Vaccarezza, deputado federal do PT, João Pizzolatti, deputado federal do PP, e Mário Negromonte, ex-ministro das Cidades, do PP, e até o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, morto em acidente aéreo no mês passado.

    Fonte: Cearanews7

    Post Top Ad

    Image and video hosting by TinyPic

    Post Bottom Ad