Header Ads

Image and video hosting by TinyPic
  • Breaking News

    Pela 1ª vez, Ceará atinge meta de redução de homicídios

    No último mês de agosto, 314 pessoas foram assassinadas no Estado. O número é 15% menor que o registrado no mesmo período de 2013

    O Ceará registrou a primeira queda do ano no volume de homicídios, quando comparado com o mesmo período do ano passado. Em agosto, foram registrados 314 assassinatos. A média foi de 10 mortes por dia. Houve redução de 15% com relação a agosto de 2013, quando ocorreram 370 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs). Foi também a primeira vez que a meta geral de redução de homicídios, estipulada em 6%, foi cumprida no Estado. Desde que a nova política de metas e premiações foi anunciada pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), apenas algumas áreas ou regiões haviam alcançado redução.

    Agosto de 2014 também foi considerado o mês menos violento do ano, seguindo a tendência de redução do mês anterior, julho, quando ocorreram 338 assassinatos no Estado. Na ocasião, houve queda de 9% com relação a junho, que registrou 373 assassinatos. Segundo a SSPDS, a desaceleração do crescimento dos índices criminais é resultado da integração entre as forças de segurança proporcionada pelo Programa em Defesa da Vida. A secretaria também atribuiu a redução dos homicídios ao trabalho das polícias, mediante os levantamentos realizados pelo setor de inteligência da pasta, que apontou as áreas, horários e dias em que costumam ocorrer os crimes.

    Segundo o coronel Lauro Prado, comandante da Polícia Militar do Ceará, a segurança pública do Estado comemora os números em queda, mas ainda está vigilante. “Continuamos na expectativa que qualquer descuido possa trazer uma retomada (nos índices)”, comentou.
    Para o comandante, a integração das Polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros está contribuindo positivamente para o combate ao crime. “Estamos conscientizando nossa tropa de policiais e alertando que, embora tenha meritocracia, o mais importante é que vidas estão sendo salvas”.

    Redução por AIS

    Dentre as seis Áreas Integradas de Segurança (AISs) em que a Capital foi dividida, apenas a AIS-4 e a AIS-5 obtiveram redução. Ambas acima da meta de 6%. Na AIS-6, o volume de homicídios registrado em agosto de 2013, de três assassinatos, se manteve o mesmo. Nas demais, a quantidade de mortes aumentou.

    Principalmente na AIS-3, onde os homicídios subiram de 15 para 18 ocorrências, o que significa um aumento de 20% no volume de casos. Os dados da Capital, porém, excluem as ocorrências classificadas pela SSPDS como homicídios decorrentes de intervenção policial, ou registrados no interior de unidades prisionais.

    Fonte: O POVO

    Um comentário:

    1. é algo meio bizarro se comemorar uma taxa de homicídios de mais de 300 num mês! e isso sem contar os próprios crimes cometidos pelos policias...onde fomos parar...

      ResponderExcluir

    Comente, opine com responsabilidade, violação dos termos não serão aceitos. Leia nossa Política de Privacidade.

    Post Top Ad

    Image and video hosting by TinyPic

    Post Bottom Ad