Header Ads

Image and video hosting by TinyPic
  • Breaking News

    Violência - No Paraná tio matou e arrancou os seios da sobrinha


    No Paraná tio matou e arrancou os seios da sobrinha
    Na manhã deste último sábado (13) o homem identificado como Agrevil do Carmo Santos de 50 anos contou como matou a sobrinha Janaína de Fátima Matos de 21 anos em Cerro Azul (86 km da capital Curitiba). Segundo informações, a jovem morava na casa dele há quatro anos para trabalhar e estudar.

    Ele morava com a esposa e dois filhos. Os pais da garota moram na localidade de Ribeirão do Veado (12 km de Cerro Azul). Na semana passada a garota anunciou que iria se mudar para a casa do noivo em Rio Branco do Sul-PR. De acordo com a Polícia Civil o homem tinha um ciúme doentio pela sobrinha e ficou inconformado com a saída dela de casa.

    “Eu não queria que ela fosse embora, ela era uma boa companhia” relatou Agrevil. Por esse motivo ele cometeu o crime. O tio detalhou o assassinato e demonstrou frieza ao relatar o passo a passo. Ele contou que esperou a jovem almoçar em casa e quando ela iria levar roupas na lavanderia foi golpeada no pescoço.

    “Fiz porque gostava muito dela” disse o assassino. Segundo a polícia, ele tentou simular um assalto, queria que parecesse um latrocínio deixando três notas de R$ 50,00 reais próximas ao corpo e pegando o celular da garota. Depois do crime, ele cortou os seios dela e foi arremessá-los no rio juntamente com o celular.

    “Joguei os dois seis no rio junto com o celular dela, os seios dela eram bonitos”, disse. Frio, o tio acompanhou todo o trabalho da equipe de perícia e do Instituto Médico Legal (IML). De acordo com o investigador Rodrigo Augusto, no velório da vítima ele servia café para as pessoas, chorou com o noivo e chegou a pedir para a polícia que prendessem quem teria feito isso com ela.

    Uma multidão em frente à delegacia aguarda a transferência de Agrevil ao Centro de Triagem (CT) da Penitenciária de Piraquara-PR. “Não sei por que eu fiz isso, me deu um apagão, estou arrependido, acabei com a minha vida, quero pedir perdão para a família dela, mas sei que eles nunca vão me perdoar”concluiu Agrevil.


    Fonte: Noticias atuais hoje / Jerry Mesquita

    Nenhum comentário

    Comente, opine com responsabilidade, violação dos termos não serão aceitos. Leia nossa Política de Privacidade.

    Post Top Ad

    Image and video hosting by TinyPic

    Post Bottom Ad