Header Ads

Image and video hosting by TinyPic
  • Breaking News

    Brasil realiza hoje a maior eleição da história; TSE garante divulgar resultado até às 20h30

    Independentemente do resultado nas urnas neste domingo, as eleições de 2014 já entrarão para a história política brasileira como as maiores de todos os tempos. Neste ano, o universo de eleitores chegará a 142 milhões, número 5% superior ao das eleições de 2010. Apesar disso, a expectativa é de que, por volta das 20h30, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já tenha o resultado extra-oficial dos eleitos ou dos locais onde haverá segundo turno, apurado.

    Oficialmente, o TSE não abre a previsão de horário de divulgação dos resultados tanto nos Estados, quanto na disputa para o presidente da República. Fala-se apenas que possivelmente “poucas horas depois do encerramento da votação seja divulgado o resultado de totalização da maioria das urnas”. No entanto, juízes eleitorais com os quais o iG manteve contato acreditam que, em média, três horas depois da votação já se tenha um resultado sobre a ocorrência ou não em segundo turno. A totalização dos votos nos Tribunais Regionais Eleitorais deve ser concluída no máximo até as 22h, segundo informações dos tribunais.

    No Amazonas, o TRE local acredita que pode encerrar a apuração uma hora e meia depois das eleições. Em Estados como Paraná, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e Minas Gerais, acredita-se que até duas horas depois da votação já se tenha uma totalização dos votos. O Paraná foi o Estado que terminou primeiro a totalização de votos em 2010. Do outro lado, existe uma preocupação quanto ao Acre, que nas últimas eleições foi o último a concluir o trabalho de totalização de votos em 2012.

    Em Estados em que haverá votação com biometria (identificação do eleitor por digitais), a tendência é que a apuração demore um pouco mais. No Distrito Federal, por exemplo, acredita-se que a apuração seja iniciada duas horas depois da votação. O TSE deve começar a divulgar os primeiros boletins da apuração por volta das 19h, por causa do fuso horário do Acre, que está duas horas a menos que o horário de Brasília.

    Mesários

    O custo das eleições deste ano pode ultrapassar R$ 500 milhões. Em 2010, elas custaram R$ 490 milhões. Agora em 2014 houve um crescimento de pessoas que trabalharão nas eleições. Segundo o TSE, serão 2,4 milhões de mesários distribuídos em todo o Brasil, além de outras cidades em 89 países. Destes, 1,3 milhão são voluntários. Em 2010, eram 2,1 milhões de mesários, dos quais 404 mil voluntários. Ou seja, nas eleições de 2014, houve um crescimento de 15% no quantitativo de mesários e o volume de pessoas que trabalharão espontaneamente triplicou. Além disso, em 2014, 3.033 juízes eleitorais trabalharão no domingo e as eleições envolverão diretamente 22 mil funcionários da Justiça Eleitoral.

    Veja imagens dos candidatos à Presidência durante a campanha:





    Dilma Rousseff faz carreata em São Paulo ao lado de Lula, Suplicy, Fernando Haddad e Alexandre Padilha (3/10). Foto: Ricardo Stuckert/PR

    A eleição contará com 530 mil urnas eleitorais. Além dessas, o TSE, até esta terça-feira, destinou cerca de 10% do total das urnas (em torno de 53 mil) para possíveis substituições em caso de falhas das urnas originais. No primeiro turno das eleições de 2010, por exemplo, 587 urnas foram substituídas.

    Nesta eleição, 1.269 localidades remotas em 380 municípios de 16 estados (Acre, Amazonas, Amapá, Bahia, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rondônia, Roraima e Tocantins) transmitirão seus dados via satélite. O TSE acredita que essa tecnologia pode facilitar a apuração nas regiões mais distantes do Brasil.

    A totalização por satélite abrangerá comunidades cujos percursos às zonas eleitorais durem mais de três horas. Amazonas é o Estado com o maior numero de pontos de totalização via satélite, com 380 áreas. Pará, com 337 localidades, é o segundo estado com mais locais que receberão a tecnologia. Mato Grosso, com 90 pontos de transmissão; Piauí, com 86 e Maranhão, com 80 vem em seguida.

    Biometria

    Esta será a primeira eleição geral com a tecnologia da biometria o que, segundo o TSE. A votação com identificação biométrica acontecerá em 764 cidades, incluindo 15 capitais. Dos 142 milhões de eleitores, 23 milhões estão cadastrado e 21,6 milhões votarão com o auxílio da tecnologia. Nos caso dos demais, a identificação biométrica será facultativa. Em média, o TSE espera que cada eleitor gaste 1 min e 14 segundos para terminar sua votação. Em 2010, o tempo médio de votação em todo oBrasil foi de 1 min e 8 segundos. São Paulo foi o Estado em que os eleitores votaram mais rápido: 1min5s. No Maranhão, os eleitores demoraram mais tempo em 2010: 1min31s em média.

    Até o início da semana, o TSE já havia determinado o envio de tropas federais para 216 localidades de 11 estados. O envio de tropas federais visa resguardar a segurança do pleito em regiões com histórico de corrupção eleitoral ou de atos de desordem pública ocasionados pela eleição.

    Como vem ocorrendo nos últimos anos, a eleição deste ano será acompanhada por 43 representantes de 20 países. Entre os quais, estão representantes de Angola, Argentina, Armênia, Burkina Faso, Camarões, Canadá, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Guiné-Bissau, México, Panamá, Paraguai, Peru, Quênia, República Dominicana, Romênia, Rússia e Venezuela.

    IG

    Post Top Ad

    Image and video hosting by TinyPic

    Post Bottom Ad