Header Ads

Image and video hosting by TinyPic
  • Breaking News

    De 16 mil detentos do Ceará, 15 mil foram soltos, diz ex-secretário de Segurança


    O ex-secretário de Segurança Pública do Ceará Delci Texeira afirmou nesta quarta-feira (4) que a polícia cearense prendeu 16 mil pessoas durante os dois primeiros anos do governo Camilo Santana. Deste número, conforme Teixeira, cerca 15 mil foram colocados em liberdade após as prisões.

    "Em dois anos de governo, a polícia do Ceará prendeu algo em torno de 16 mil pessoas praticando algum tipo de crime, assalto, roubo, furto ou até mesmo o homicídio, claro, que se ela prendeu em torno de 16 mil pessoas, algo em torno de 15 mil retornaram às ruas. Pelas estatísticas temos pessoas reincidientes, ou seja, pessoas que foram presas e apreendidas mais de uma vez", disse Teixeira.

    Delci Teixeira diz que este cenário "traz um sentimento de insegurança muito grande na população". O ex-secretário, que também se aposentou recentemente do cargo de delegado da Polícia Federal, defendeu uma mudança na legislação criminal para evitar o elevado índice de prisões reincidentes.

    "Claro que não é culpa de nenhum órgão específico, mas sim da legislação que tem que ser alterada. Tem que ser mudada, porque não é possível que uma pessoa seja presa hoje e amanhã esteja novamente nas ruas assaltando."

    O governador Camilo Santana confirmou nesta quarta-feira (4) a exoneração de Delci Texeira da Secretaria de Segurança. O pedido partiu do próprio ex-titular da pasta, que alegou problemas de saúde da mãe para deixar o cargo.

    Camilo Santana afirmou que o nome do novo secretário da segurança será divulgado até o fim desta semana. "O anúncio terá o momento certo, agora é reunião sobre os dados da segurança", disse o governador.

    Número de homicídios
    O Governo do Estado divulgou também nesta quarta-feira o número de homicídios ocorridos no Ceará em 2016. Pelo segundo ano consecutivo, o Ceará teve redução no número de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI) em 2016, com queda de 15,2% na comparação com 2015.

    Em 2016, Fortaleza acompanhou a redução e alcançou 39% mortes a menos, passando de 1.651 casos, em 2015, para 1.007, em 2016. Queda também no Interior Norte: o número de CVLI passou de 665 para 657, que representa redução de 1,2%.

    Fonte: G1 Ceará

    Post Top Ad

    Image and video hosting by TinyPic

    Post Bottom Ad