Header Ads

Image and video hosting by TinyPic
  • Breaking News

    Autoridades alemãs fazem alerta contra boneca que pode ser hackeada para espionar crianças

    Pesquisadores dizem que hackers podem invadir dispositivo de bluetooth para ouvir e até falar com crianças.


    As autoridades alemãs aconselharam pais a destruir a boneca falante Minha Amiga Cayla por causa das brechas de segurança identificadas na tecnologia do brinquedo.

    O aviso foi dado pela Agência Federal de Redes (Bundesnetzagentur), responsável pelas telecomunicações.

    Pesquisadores dizem que hackers podem usar o dispositivo de bluetooth da boneca para ouvir e falar com as crianças que brincam com ela.

    A Associação Britânica de Produção de Bonecos (TRA na sigla em inglês), por sua vez, disse que Cayla "não apresenta riscos".

    "Não há razão para se alarmar", afirmou a entidade à BBC.

    Já o grupo Vivid Toy, que distribui a boneca, havia dito anteriormente que casos de invasão de privacidade eram isolados e foram feitos por especialistas. A empresa afirmou que usaria as informações obtidas nos casos para atualizar o aplicativo que é usado no brinquedo.

    Mas especialistas advertem que o problema ainda não foi resolvido.


    Impacto nas crianças

    A boneca Cayla pode responder a perguntas por meio da internet.

    Se uma criança pergunta, por exemplo, "como se chama um bebê cavalo?", o brinquedo pode dizer que "ele é chamado de potro".

    A brecha no software foi revelado pela primeira vez em janeiro de 2015. Desde então, grupos de consumidores na Europa e nos Estados Unidos fizeram reclamações.

    "Estou preocupada com o impacto dessas bonecas conectadas na privacidade e segurança das crianças", disse à BBC Vera Jourova, comissária de Justiça, Consumo e Igualdade de Gênero da União Europeia.

    A comissão está investigando se esse tipo de boneca viola as regras de segurança de dados da União Europeia.

    A TRA disse esperar "que os pais sempre supervisionem seus filhos". Segundo a associação, a empresa responsável "afirmou que o brinquedo é perfeitamente seguro para ser usado, segundo suas instruções".


    Leis de privacidade

    De acordo com a legislação alemã, é ilegal vender ou possuir um dispositivo de vigilância proibido - violar essa lei pode resultar em prisão por até dois anos.

    O país tem normas rigorosas de proteção contra esse tipo de monitoramento - no século passado, os alemães foram altamente monitorados pelo Estado durante a era nazista e na comunista Alemanha Oriental.

    O aviso das autoridades alemãs foi divulgado depois que o estudante Stefan Hessel, da Universidade de Saarland, levantou dúvidas legais a respeito da boneca Cayla.

    Hessel disse que um dispositivo de bluetooth poderia se conectar ao sistema de som do brinquedo em um raio de 10 metros de distância.

    Segundo ele, um invasor poderia espionar alguém brincando com a boneca "através de várias paredes".

    Um porta-voz da agência federal disse ao jornal Sueddeutsche Zeitung que Cayla tem um "dispositivo oculto de transmissão", o que é ilegal perante as leis da Alemanha.

    A empresa que produz a boneca, a Genesis Toys, ainda não comentou o alerta das autoridades alemãs.



    Fonte:G1

    Nenhum comentário

    Comente, opine com responsabilidade, violação dos termos não serão aceitos. Leia nossa Política de Privacidade.

    Post Top Ad

    Image and video hosting by TinyPic

    Post Bottom Ad