Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5[ImagesOnly]

Style6

Veículos são queimados em protesto contra morte de adolescente no Rio

Cerca de 30 manifestantes incendiaram quatro ônibus e outros três veículos (um caminhão e dois carros de passeio) no entorno da RJ-104 (Rodovia Amaral Peixoto), na altura da comunidade do Caramujo, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, na tarde deste sábado (19). Segundo informações do 12ª BPM, os manifestantes fecharam o acesso ao Morro da Caixa D’Água. Várias barricadas foram montadas impedindo a passagem de motoristas, inclusive de carros da Polícia Militar. O policiamento foi reforçado na região.
Os manifestantes seguiram por ruas da região, como mostrou a GloboNews. Um quinto ônibus chegou a ser depredado e teve os vidros quebrados, mas não chegou a ser queimado.
O Bope e o Batalhão de Choque fizeram nesta manhã uma operação na comunidade Morro do Céu, no Complexo do Caramujo. Um adolescente de 17 anos morreu. Ele estava de carona em uma moto que bateu em um veículo blindado do Bope.
O trânsito na Rodovia Amaral Peixoto ficou muito ruim no sentido Região dos Lagos. Os reflexos das interdições chegavam à Alameda São Boaventura e no acesso da Ponte Rio Niterói.
Na madrugada de sexta-feira (18), Anderson Santos Silva, de 21 anos, morreu ao ser atingido por um tiro quando ia para uma vigília de Páscoa com a família, naquele bairro. O jovem morreu durante um tiroteio entre suspeitos e policiais e seu enterro estava marcado para a tarde deste sábado, no Cemitério do Maruí, no bairro Barreto, em Niterói.
O rapaz chegou a ser socorrido e levado para o hospital, mas não resistiu. A irmã dele, que também foi baleada e levada para o Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, permanecia internada neste sábado. Segundo o hospital, a menina passa bem e continua em observação.
Arquidiocese lamenta morte
A Arquidiocese de Niterói, em nota, lamentou o a morte de Anderson Luiz.
"Anderson, que atuava na animação musical das celebrações, ia com sua mãe e sua irmã para a igreja, onde participariam da procissão penitencial. No trajeto que faziam de casa para a igreja, começou um tiroteio entre a polícia e membros da comunidade. O jovem, procurando defender sua mãe e sua irmã, foi atingido e morreu. Rezamos pelo consolo da família do Anderson, e manifestamos nossa solidariedade a todas as famílias que constantemente enfrentam situações de violência", diz a nota.
Conflito entre criminosos e traficantes
A confusão começou após denúncia de que criminosos circulavam pelo baile funk armados. Os PMs fecharam o baile e homens que estavam na festa atiraram contra os policiais. A Delegacia de Homicídios (DH) de Niterói e São Gonçalo vai acompanhar o caso.

G1 

Com colar cervical, Isis Valverde é fotografada em fazenda de MG

Isis Valverde decidiu voltar para a sua cidade Aiuruoca, em Minas Gerais, para aproveitar o feriado ao lado de familiares e amigos. A atriz foi flagrada por paparazzi ao passear por uma fazenda local durante a manhã de sábado (19). Por lá, ela ainda curtiu a cachoeira e andou descalça pelas ruas de barro.
Mas Isis logo estará sem o colar cervical que a acompanha desde sofreu um acidente de carro no início do ano. Ela postou uma foto em que aparece usando o apetrecho e comemorou que logo estará "livre" do objeto.
"Indo para casa curtir os últimos dias com meu inseparável colar! Está chegando a data tão esperada, logo estarei FREE! Partiu", escreveu na legenda da foto compartilhada nas redes sociais na terça-feira (15).
Entenda o caso
Isis Valverde estava no carro com mais duas pessoas, o produtor Gabriel Maciel e a prima Mayara, quando sofreu um acidente de carro por volta das 3h30 da madrugada de sexta-feira (31), no Rio de Janeiro.
A motorista perdeu o controle do veículo, bateu num barranco e o carro capotou. Segundo informações preliminares, Mayara estava sóbria e não havia ingerido bebida alcoólica. As duas, que estavam nos bancos da frente, usavam cintos de segurança. Gabriel, que estava no banco de trás, não chegou a ficar ferido.
Rubens e Rosalba, pais de Isis, saíram de Aiuruoca, cidade natal da atriz, no interior de Minas Gerais, para acompanhar sua recuperação.
Isis fraturou a C1, a primeira vértebra da coluna cervical. Em conversa com a QUEM, um médico ortopedista do hospital Albert Einstein de São Paulo comentou o caso. "É muito difícil opinar sobre um caso sem ver o paciente e ver o que aconteceu. A fratura de C1, na maior parte das vezes, não causa danos neurológicos. Pode ocorrer de ser uma lesão incompatível com a vida, com uma evolução muito ruim, mas é incomum. Essas fraturas não costumam dar alteração neurológica no paciente, porque o canal vertebral é mais largo. Ou são lesões muito graves, fatais, ou são tradadas de formas conservadoras - imobilização com colar cervical."
Segundo o parecer médico, as fraturas na C1 geralmente exigem de 8 a 12 semanas de imobilização.
O trabalho mais recente de Isis foi na minissérie Amores Roubados, exibida no inna qual interpretou a personagem Antônia. Ela está cotada para o elenco de duas novelas: Falso Brilhante, com estreia prevista para agosto no lugar de Em Família, e Saber Viver, que substituirá Meu Pedacinho de Chão, na faixa das 6, a partir de setembro.
Quem 

Assessora posta foto de Fernanda Paes Leme mostrando demais nas redes sociais; confira

Mesmo sendo feriado e Sexta-Feira Santa, o dia foi de muito trabalho para Fernanda Paes Leme. A atriz esbanjou sensualidade em um ensaio fotográfico e apareceu com pouca roupa em uma foto dos bastidores, postada por sua assessora nas redes sociais.

Na imagem, a atriz aparece só de calcinha, com uma blusa super decotada sem nada por baixo, quase mostrando um de seus seios.

Vale lembrar que Fernanda Paes Leme pode ser vista nas telinhas – como um pouco mais de roupa – todo domingo após o Fantástico, como repórter do programa Superstar.
Fuxico 

Mulher é arremessada da Ponte Rio-Niterói após ônibus bater em seu carro

Uma mulher, identificada apenas como Izabel Cristina, de 39 anos, caiu da Ponte Rio-Niterói na manhã deste sábado por volta das 7h. Ela seguia do Rio para Niterói com sua sobrinha, quando seu carro enguiçou. Segundo testemunhas, ela estava do lado de fora do veículo, da cor vermelha, quando foi atingida por um ônibus e jogada do alto da Ponte. De dentro do carro, a sobrinha viu a cena.
Izabel foi levada para o Hospital Souza Aguiar, no Centro do Rio. Ela teve uma fratura exposta no braço e outra fratura na perna, ambas do lado direito. A equipe do Corpo de Bombeiros que fez o resgate disse que ela está lúcida e, de um modo geral, seu estado de saúde é bom.
A Secretaria Municipal de Saúde emitiu um boletim sobre o estado de saúde de Izabel Cristina: "Ela está bem. Lúcida e orientada. Está fazendo exames nesse momento para checar se há algum trauma. Mas está bem, respira sem ajuda de aparelhos".

Isabela, que caiu da Ponte Rio Niterói, chega ao Hospital Souza Aguiar
 Foto: Cintia Cruz

Pescadores que estavam na Baía de Guanabara, no momento do acidente, ampararam a mulher e jogaram uma boia e um agasalho, até o resgate chegar. Ela foi encontrada com vida e consciente.

Extra 

Namorado é suspeito de matar jovem após recusa de pedido de casamento

A estudante Grasielli Alves de Sousa, de 16 anos, foi encontrada morta, na sexta-feira (18), com um tiro na cabeça, dentro da casa do namorado, no Setor Independência Mansões, em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana. A polícia acredita que ela tenha sido morta pelo próprio namorado porque, segundo a família, não aceitou se casar com ele. O suspeito está desaparecido.
De acordo com familiares, o casal namorava há cerca de um mês, mas o rapaz já fazia planos de se casar com Grasielli. No entanto, a jovem, que trabalhava como atendente de uma livraria, queria primeiro terminar os estudos. O pai da vítima, Celso de Sousa Freitas, diz que, por ter recusado o pedido de casamento, ela recebeu ameaças do namorado.
"Ele tinha comprado a aliança pra ela, forçando o casamento. A mãe dela não aceitou e disse que ele tinha que me procurar. Ele nunca me procurou e aí ela até terminou com ele. Ela falou pra ele 'não, eu vou terminar meus estudos'. Ele falou 'se você não usar aliança comigo, não vai usar com mais ninguém'. Ele já vinha ameaçando ela", relata o pai.
Vizinho do jovem, o pedreiro Valdenir Pereira de Sousa, conta que escutou um estouro que pode ter sido do tiro que matou a garota. “Não escutei barulho de discussão, parece que estava tudo tranquilo. Mas, de repente, eu escutei um barulho como se fosse uma lâmpada estourando”.
O namorado da vítima mora com a mãe, o padrasto e a irmã. Mas, neste feriado a família viajou e ele ficou sozinho em casa.  O rapaz está desaparecido e não procurou a polícia até a manhã deste sábado (19) para prestar esclarecimentos. Para os avós, ele disse que saiu para comprar cigarro e, quando voltou, encontrou a namorada morta.
No entanto, a polícia não acredita nessa versão e afirma que ele é o principal suspeito do crime. "É muito estranho o fato de um rapaz que pretendia se casar com a namorada em meados deste ano encontrá-la morta e até então está desaparecido", afirma o delegado Kléber Toledo, da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios.
G1 

Seguir no Email