'Esse é meu garoto', diz pai enquanto filho de 7 anos segura uma cabeça decepada

Reprodução/Daily Mail
Khaled Sharrouf, militante do Estado Islâmico, postou foto da criança no Twitter; cabeça decepada pode ser de soldado sírio

O jovem filho de um jihadista australiano foi fotografado enquanto segurava a cabeça decepada de um soldado sírio, segundo informações do Daily Mail.

A criança, que teria 7 anos, é filho de Khaled Sharrouf e usa ambas as mãos para levantar a cabeça cepada e posar para a câmera visivelmente desconfortável com a situação.

O pai orgulhoso, um dos terroristas mais procurados da Austrália e suspeito de crimes de guerra, postou a imagem no Twitter na sexta-feira (8) com a legenda "Esse é o meu garoto!". Essa foto deve ter sido tirada na cidade síria de Raqqa, segundo o The Australian.

Com uma expressão desconfortável no rosto e claramente lutando para segurar a cabeça com as mãos, o menino posa na frente de uma cerca cheia de outras cabeças decepadas. As vítimas são aparentes inimigos do Estado Islâmico, que vem ocupando regiões no Iraque e na Síria.

Vestido com uma camiseta azul, bermuda xadrez, sandálias e um boné, o jovem se veste como se fosse para um passeio de férias ao invés de uma zona de guerra.


O premiê australiano Tony Abbott disse que as imagens destacam a natureza "bárbara" do grupo extremista islâmico, que ele explica estar tentando estabelecer um "Estado terrorista" no Iraque.

"Vemos mais e mais evidências de quão bárbara é essa entidade”, disse ele à ABC Radio. "Acredito que há mais fotografias nos jornais na Austrália hoje do tipo de atrocidades horríveis este grupo é capaz de fazer."

Abbott também afirmou a disposição do governo australiano em se juntar aos esforços humanitários para fornecer ajuda as dezenas de milhares de pessoas Yazidi e cristãos presos pelos extremistas no Iraque.

O ministro da Defesa David Johnston disse à rádio ABC que ele estava "revoltado" com as imagens e revelou a necessidade de definir leis antiterroristas mais rígidas para conter o terrorismo.

Agências de segurança australianas acreditam que ele deixou o país usando o passaporte de seu irmão em dezembro e prometeram prendê-lo por acusações relacionadas a terrorismo, caso ele volte, revelou o Metro News UK.

As fotos apareceram depois de revelações de que crianças estão sendo treinados para matar em nome da religião enquanto o Estado Islâmico prepara uma geração de lutadores para livrar o mundo de "infiéis".

Fonte: ultimosegundo.ig.com.br
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Comente, opine com responsabilidade, violação dos termos não serão aceitos. Leia nossa Política de Privacidade.

Procurar no Ceará em rede

Destaque

Agente de endemias vítima de assalto faz apelo a assaltante

"Por favor! Devolva o meu cartão de memória, nele contem fotos de meus filhos, pago 200 reais". Falou Carlos no programa Jornal a ...

Arquivo do blog