Um problemão a caminho de Eunício Oliveira


Na denúncia do Ministério Público Federal contra Sérgio Cabral apresentada nesta terça (6), o delator Alberto Quintaes, da Andrade Gutierrez, diz que pagou uma propina ao ex-governador de 2 milhões de reais. Esse dinheiro foi entregue a Cabral em 2010, através de uma doação eleitoral.

O problema é que o recibo da doação foi assinado pelo senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), cotado como provável próximo presidente do Senado.

A assessoria do senador Eunicio Oliveira tentou esclarecer, dizendo que ele assinou o recibo porque era o tesoureiro do partido e que não precisaria dar explicação nenhuma sobre o episódio. 

Na conversa, a repórter Leslie Leitão, da coluna Radar Online, da revista Veja, argumentou que provavelmente explicações serão necessárias. Afinal de contas, essa é uma função delicada. Os três últimos tesoureiros do PT, por exemplo, estão presos.

Share:

Procurá no Ceará em rede

Facebook

Facebook
Siga-nos no Facebook

BTemplates.com

Seguir por Email

Sobre

Sobre
A única certeza que temos, é que nada somos mediante o cosmos

Internet Fibra Óptica

Internet Fibra Óptica
GPnet - Internet de Alta performance

Siga por Email

Twitter Ceará em Rede

Parceiro

Notícias de Sobral

Destaque

Garoto fica gravemente ferido ao cair em rodovia após pegar carona em traseira de caminhão em Fortaleza

Fonte: G1/ Ce Um garoto de aproximadamente 10 anos ficou gravemente ferido depois de se desequilibrar e cair em uma rodovia enquanto peg...

Arquivo do blog