Pesquisadores da UVA purificam duas novas formas de enzimas vegetais com elevado valor biotecnológico


Um grupo formado por pesquisadores da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) e Embrapa Caprinos e Ovinos conseguiu a purificação parcial e estabilidade térmica de duas formas de peroxidases (POX), denominadas PdP I e PdP II.

A pesquisa, desenvolvida nos laboratórios de Biologia Experimental (LABEX) e Química Analítica (LAQA) da UVA foi feita com os frutos da espécie vegetal Pithecellobium dulce – comum em vários estados do Nordeste e conhecida como mata-fome – e publicada em 26 de dezembro de 2016 na Revista Virtual de Química, da Sociedade Brasileira de Química (SBQ).

O trabalho foi desenvolvido pelo grupo de pesquisadores formado pela Prof.ª Dr.ª Lúcia Betânia da Silva Andrade e Prof.ª Dr.ª Marlene Feliciano Figueiredo (Ciências biológicas/LABEX); pela Dr.ª Hévila Oliveira Salles (Embrapa Caprinos e Ovinos) e coordenado pelo Prof. Dr. Murilo Sérgio da Silva Julião (Química/LAQA).

Fonte: Assessoria da UVA
Share:

Procurar no Ceará em rede

Destaque

Massapê: Mais uma loja de eletrodomésticos é assaltada no centro da cidade

Câmeras de segurança mostra momento da ação dos bandidos A uma semana de sua inauguração a loja Zenir Móveis, foi o alvo dos bandidos. Dois...

Arquivo do blog