Agente é condenado por cobrar 'delivery' de celular para presidiários no Ceará

Fonte: G1/Ce

A Justiça do Ceará condenou um agente penitenciário e duas mulheres por corrupção ativa e passiva pelo envolvimento no envio de aparelhos celulares e outros acessórios para presidiários no estado. A denúncia foi feita pelo Ministério Público do Estado do Ceará, e a sentença foi proferida na quarta-feira (22).

Conforme a denúncia, Wladiane Freitas da Silva e Tássia Lima de Oliveira pagavam para o então agente penitenciário Fabrício Santos Pereira facilitar o "delivery" dos aparelhos nos presídios cearenses. O esquema foi revelado após análise de gravações de áudios nos quais os integrantes organizavam entregas e os valores dos celulares.

Restrição de direitos


Os três foram condenados pelo Juízo da 4ª Vara Criminal a três anos de prisão e pagamento de multa. O MPCE afirma que a pena dos três foi convertida em medidas alternativas de restrição de direitos, “com limitação de finais de semana e prestação de serviços em favor de entidade pública”.

O Código Penal explica que “a limitação de fim de semana consiste na obrigação de permanecer, aos sábados e domingos, por 5 (cinco) horas diárias, em casa de albergado ou outro estabelecimento adequado”.

Além das penas infringidas, Fabrício Santos foi sentenciado a perder o cargo público. As acusações fazem parte da Operação Correria, do MPCE, que investiga supostos casos de corrupção de agentes penitenciários.


Fonte: G1/ Ce

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Comente, opine com responsabilidade, violação dos termos não serão aceitos. Leia nossa Política de Privacidade.

Procurar no Ceará em rede

Twitter Ceará em Rede

Destaque

Suspeito de traficar anabolizantes é preso em Vitória

Fonte: G1 Um homem de 39 anos foi preso nesta terça-feira (8), em Vitória, suspeito de traficar anabolizantes e falsificar receitas médi...

Arquivo do blog