Escola municipal de Fortaleza é interditada por problemas estruturais e início das aulas para 500 alunos é adiado

Fonte: G1/ Ce

Os alunos da Escola Municipal Maria Alice, no Bairro Papicu, em Fortaleza, não voltarão às aulas nesta terça-feira (28) junto aos outros milhares de estudantes da rede municipal da cidade. Isso porque, nesta segunda-feira (27), começou uma reforma na unidade após vistoria realizada pela Secretaria Municipal da Educação (SME) identificar problemas estruturais no prédio de três andares. De acordo com a coordenadora da instituição, Anália Viana, a reforma deve atrasar em cerca de 30 dias o início das aulas no local.

Conforme a coordenadora, a obra deve durar em média cinco meses. Durante este período, os 500 estudantes atendidos devem ter aulas em outro prédio a ser alugado pela Prefeitura. “Estamos em busca de um prédio pelas redondezas da escola, para ficar mais fácil para todos os alunos e professores, mas ainda não há nada certo”, diz.

A SME informou, em nota, que os dias de aula serão repostos sem prejuízos ao calendário escolar.

A reforma é para reparar uma coluna que sustenta a caixa d'água, além de outros itens, disse Anália. “Hoje foi comunicado, parcialmente, à comunidade escolar, mas amanhã [nesta terça-feira], como muitos vêm para o início das aulas, nós vamos informar para todos sobre a mudança”, reforça.

Fiscalizações

Conforme a SME, a vistoria faz parte do programa de ações preventivas e corretivas executado nas unidades escolares do município. “Para garantir a segurança de alunos, profissionais e toda comunidade escolar, a unidade Maria Alice foi interditada e um novo espaço para abrigar os alunos já está sendo providenciado”, comunicou a pasta, em nota.

De 2018 até 2020, a Secretaria realizou 377 vistorias em escolas. “Com isso, a SME realizou e concluiu intervenções em 182 unidades totalizando investimento de mais 6 milhões de reais. Outras 69 passam por reparos, neste momento”, disse, em nota.

A pasta ainda reforçou que realiza vistoria nos equipamentos de seu parque escolar regularmente, priorizando as demandas apontadas pelos Distritos de Educação, assim como o Diagnóstico da Rede Municipal, elaborado pela Coordenadoria de Infraestrutura da SME.

“Vale ressaltar que com o objetivo de garantir melhorias estruturais no parque escolar, conferindo mais conforto, segurança e acessibilidade para alunos, professores, funcionários e familiares, a Prefeitura, por meio da SME e da Seinf, está executando um pacote de requalificação das unidades escolares, que prevê investimento de 40 milhões de reais. A ação já reformou dez unidades e 30 estão com obras avançadas. Além disso, mais 159 passarão por requalificação em 2020, sempre priorizando aspectos estruturais e a segurança de professores e estudantes”.



Fonte: G1/ Ce




Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Comente, opine com responsabilidade, violação dos termos não serão aceitos. Leia nossa Política de Privacidade.

Procurar no Ceará em rede

Destaque

Agente de endemias vítima de assalto faz apelo a assaltante

"Por favor! Devolva o meu cartão de memória, nele contem fotos de meus filhos, pago 200 reais". Falou Carlos no programa Jornal a ...

Arquivo do blog