Homem mantém funcionario refém com explosivo ao corpo e diz ser uma ação terrorista em hotel em Brasília

Refém foi algemado e tem um suposto colete com explosivos em seu corpo

Brasília - Um sequestrador causa pânico no hotel Saint Peter, na área Central de Brasília (DF), Desde o início da manhã desta segunda-feira. O homem está armado e faz o mensageiro do estabelecimento, de 60 anos, refém. O idoso foi algemado e tem um colete, que aparentemente contém explosivos, preso em seu corpo. Armado com uma pistola, o sequestrador leva o refém várias vezes até a sacada do hotel.

Segundo os agentes, o homem não tem uma "postura agressiva" com a vítima. Ainda de acordo com a polícia, o ataque teria relação com política. O sequestrador exige a "queda" da presidenta Dilma. A interlocução com o homem é feita por três negociadores.De acordo com testemunhas, o homem, que já foi identificado, fez o check-in por volta das 7h30. Com uma chave mestra, por volta das 8h o suspeito se dirigiu ao 13º andar, onde entrou nos quartos e expulsou os hóspedes, alegando estar praticando um ataque terrorista. O homem já teve um cargo eletivo no Tocantins, mas policiais não revelam quando nem qual era o cargo.

Cerca de 20 policiais militares, 16 bombeiros e mais de 100 profissionais do esquadrão antibombas estão no local. O hotel já foi completamente evacuado e uma área de 40 m² ao redor do local foi isolada.


O DIA
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Comente, opine com responsabilidade, violação dos termos não serão aceitos. Leia nossa Política de Privacidade.

Procurá no Ceará em rede

Facebook

Facebook
Siga-nos no Facebook

BTemplates.com

Seguir por Email

Sobre

Sobre
A única certeza que temos, é que nada somos mediante o cosmos

Internet Fibra Óptica

Internet Fibra Óptica
GPnet - Internet de Alta performance

Siga por Email

Twitter Ceará em Rede

Parceiro

Notícias de Sobral

Destaque

Prefeitura diz não poder comprar caixão a família de Falecido

Imagem Click Notícia: Corpo em colchão por não ter urna funerária Família de homem falecido na Cohab 2, sofre por não poder comprar...

Arquivo do blog