Inter usa macaco para homenagear jogador e diretor do Grêmio critica: "nada pode ser mais racista"

O mascote oficial do clube gaúcho é um Saci-Pererê, mas o clube usa um macaco como símbolo da equipe

Em meio à discussão sobre racismo no futebol, o vice-presidente do Grêmio Renato Moreira fez duras críticas ao Internacional, que tem como mascote um macaco chamado Escurinho, em homenagem a um ídolo do time colorado.

Foto: Divulgação

"Não há nada mais racista do que ter um símbolo que é um macaco chamado Escurinho, que se trata de um grande ídolo do Internacional. O Inter tem que rever isso imediatamente, porque é vergonhoso você ter como símbolo um macaco que leva o nome de um grande ídolo negro do Internacional", disse o dirigente em entrevista à rádio Gre-Nal.

O mascote oficial do clube gaúcho é um Saci-Pererê, mas o clube usa um macaco como símbolo da equipe. Antes dos jogos do clube no Beira-Rio, o mascote faz a festa dos torcedores nas arquibancadas.

O macaco é uma homenagem ao atacante Escurinho, um dos maiores ídolos da história do Inter, que brilhou nos gramados nos anos 70. O atleta também jogou no Vitória.

Fonte: correio24horas.com.br

Postar um comentário

0 Comentários