Header Ads

Image and video hosting by TinyPic
  • Breaking News

    Petrobras pedirá alta de 5% na gasolina

    Na reunião do Conselho de Administração da Petrobras - que foi suspensa na última sexta-feira e será retomada nesta terça-feira -, a presidente da estatal, Maria das Graças Foster, vai pleitear um aumento de 5% no preço da gasolina. Ela estará em Brasília, onde vai apresentar sua proposta na reunião. O encontro, diz uma fonte que não quis se identificar, será feito via teleconferência, com parte dos conselheiros em São Paulo e Rio de Janeiro.

    Na sexta-feira, os conselheiros decidiram interromper a reunião, após os auditores da PwC se recusarem a aprovar o balanço do terceiro trimestre da Petrobras com a permanência de Sergio Machado no comando da Transpetro, subsidiária da estatal, já que seu nome foi citado no depoimento do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa ao Ministério Público, no âmbito da Operação Lava-Jato.

    O preço da gasolina não sobe há um ano.

    - É grande a chance de o governo aceitar a proposta de reajuste que será apresentada pela Graça. O número seria maior, mas houve queda na cotação do petróleo no mercado internacional. Apesar disso, a empresa ainda acumula muitas perdas ao longo deste ano (com a defasagem dos combustíveis). No fim do ano passado,o aumento na gasolina foi de 4%. Acredito que haverá, sim, o aumento do combustível hoje - disse essa fonte.

    Segundo essa mesma fonte, os conselheiros terão uma pauta extensa de assuntos para analisar ao longo do dia. Além de relatórios de análise envolvendo as refinarias Abreu e Lima, ou Refinaria do Nordeste (Rnest), em Pernambuco, e o Comperj, os conselheiros terão de dar o aval para a venda de ativos propostos pela diretoria.

    - É muita coisa na pauta, com questões administrativas e financeiras. Além do item "preço do combustível", ainda há o ponto "aquisição de compra e venda de ativos" - completou a fonte.

    Nesta segunda-feira, com as incertezas em torno da reunião, as ações preferenciais (PN, sem direito a voto) da estatal caíram 2,81%, e as ordinárias (ON, com direito a voto) recuaram 2,73%, na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa).

    A reunião começa nesta terça-feira às 9h. Em Brasília, além de Graça, estarão o ministro da Fazenda, Guido Mantega, presidente do Conselho de Administração; Márcio Zimmerman, secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia; Míriam Belchior, ministra do Planejamento; e Sílvio Sinedino Pinheiro, presidente da associação dos engenheiros da Petrobras, a Aepet. De São Paulo, participam o general Francisco Roberto de Albuquerque, indicado pelo governo; além de Mauro Cunha e José Guimarães Monforte, indicados pelos acionistas minoritários e pelos acionistas preferenciais, respectivamente. No Rio, estarão Sérgio Quintella, indicado pelo governo, e Luciano Coutinho, presidente do BNDES.

    180 graus

    Post Top Ad

    Image and video hosting by TinyPic

    Post Bottom Ad