Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style2[OneRight]

Style4

Style5[ImagesOnly]

Style 4

Prédio onde funciona o comitê central de Dilma pega fogo

Um incêndio atingiu o oitavo andar do edifício onde funciona a sede do comitê central da campanha da candidata Dilma Rousseff em Brasília (DF), por volta das 18h30 desta segunda-feira.

O fogo já foi controlado. Segundo testemunhas, o prédio foi evacuado assim que o incêndio começou e ninguém se feriu.
De acordo com síndico do prédio, Mário Ferreira, o edifício, construído há 20 anos, não tem alarme de incêndio e as pessoas souberam do fogo quando viram a fumaça. “O nobreak de uma empresa de eventos começou a pegar fogo.
As pessoas ficaram apavoradas e desceram pra chamar os seguranças, que ligaram para o Corpo de Bombeiros”, disse.

O médico José Costa, que trabalha no mesmo andar onde aconteceu o incêndio, diz que soube do fogo quando ouviu os gritos de pessoas do prédio vizinho. “Eu estava com um paciente e descemos desesperados.
Aí os brigadistas desse e de outros prédio correram para tentar apagar o fogo, mas tiveram que chamar os bombeiros”, contou. De acordo com Costa, os bombeiros tiveram dificuldades para chegar ao prédio, devido à quantidade de veículos estacionados ao redor.

Fonte: Agência Brasil

Corpo de adolescente encontrado carbonizado e com marcas de abuso sexual

Na tarde da última sexta-feira (26) o corpo de uma adolescente foi encontrado carbonizado no município de Catas Altas (121 km de Belo Horizonte).
O corpo da jovem identificada como Ester Stefani Alves de Souza de 14 anos foi encontrado por uma equipe de brigadistas que foram acionados para apagar um incêndio em uma área rural e ao chegarem no local a equipe se deparou com o corpo da moça carbonizado.

A suspeita é que ela tenha sido violentada sexualmente antes de ser assassinada.

De acordo com a Polícia Militar, a família da vítima já havia registrado o desaparecimento da moça e foi através da roupa que a mãe e o padrasto reconheceram a adolescente.

A Polícia Civil investiga o caso, ainda não há informações sobre autoria desse crime bárbaro.

Fonte: Plantão Policial

Cid Gomes declara que “desvio de dinheiro é natural no serviço público”


(FOTO: Reprodução Facebook)
Governador do Ceará fez a declaração ao tentar defender Camilo Santana da polêmica dos banheiros fantasmas
“Desvio de dinheiro é natural e intrínseco ao serviço público”. A declaração foi feita pelo governador do Ceará, Cid Gomes (Pros), na noite de segunda-feira (29). Reunido para articulação da campanha de Camilo Santana (PT), Cid esteve com demais lideranças da coligação em um hotel de Fortaleza.

O governador fez a declaração ao tentar defender o petista sobre o escândalo dos banheiros, em que Camilo foi citado como envolvido na polêmica. Na defesa, Cid ressalta que em todo governo há quem roube.

“Desde que existiu o dinheiro, existe quem procure roubar o dinheiro (sic). A diferença entre um governo sério e um governo conivente, é que o governo sério, quando descobre, pune. E foi o que o Camilo fez quando assumiu a secretaria [de Cidades] e viu que tinha um escândalo. Antes desse escândalo ser denunciado, ele já tinha demitido o responsável lá e tomou todas as providências”.

Confira o vídeo na íntegra clicando aqui

O cientista político Horácio Frota, da Universidade Estadual do Ceará (Uece), discorda do governador. “Não acho que seja natural. No mundo tem corrupção, essa é uma das características do mundo globalizado, e temos visto em diversos países. Mas é algo que deve ser combatido”.

Ele ressaltou que a prática de corrupção acontece em diversos países, como Itália e Japão, que passaram recentemente por isso. “Além disso, durante algum tempo no Brasil, o crime de colarinho branco não tinha punição. Hoje, já temos avanços nesse sentido e uma acompanhamento dos casos maior do que antes”, finaliza.


Fonte: tribunadoceara.uol.com.br

Seguir por Email