Header Ads

Image and video hosting by TinyPic
  • Breaking News

    Bombeiro socorre bebê abandonado e decide adotar a criança

    Equipe do sargento da corporação atendeu a ocorrência de abandono de incapaz e cuidou do recém-nascido por cerca de três horas

    Bombeiro Silva cuidando da criança



    O resgate de um bebê abandonado em Taguatinga mudou o destino da criança e de um sargento do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (CBDF). Agora os dois poderão ter vínculo de pai e filho. O militar Silva Passos, que socorreu o recém-nascido na tarde deste sábado (7/1), comunicou que vai adotá-lo e aproveitou o domingo para resolver as questões burocráticas do processo.

    A história entre os dois começou por volta das 17h45 de ontem, quando moradores da M Norte, em Taguatinga, ouviram choro de bebê e o encontraram em frente a uma residência. Logo após o ocorrido, Luiz Carlos Coelho, que visitava parentes no bairro, entrou em contato com o Corpo de Bombeiros denunciando o abandono.




    O militar Silva Passos foi, então, designado para a missão com outros membros da corporação. Quando chegou ao local, se deparou com o recém-nascido no colo de um dos moradores do conjunto. De acordo com a comunicação do CBDF, o bebê, do sexo masculino, apresenta ter idade entre 2 e 7 dias.

    Ao saber que o pequeno seria colocado à disposição para o processo de adoção, Silva Passos resolveu adotar a criança.


    Forte e saudável

    Luiz Carlos permaneceu próximo à criança e orientou os moradores até a chegada dos militares. Os socorristas levaram a criança para o Hospital Regional de Ceilândia (HRC). Na unidade, a pedido dos bombeiros, uma mulher que amamentava o filho também alimentou o bebê. O médico que avaliou a criança afirmou que ela estava em perfeitas condições de saúde, e devolveu o pequeno aos Bombeiros.

    O recém-nascido ficou com os militares por cerca de três horas. O Conselho Tutelar de Ceilândia Sul compareceu ao 8º Grupamento de Bombeiros Militares, responsável pela região, e encaminhou o bebê a um abrigo.

    Fonte: Correio Brasiliense

    Post Top Ad

    Image and video hosting by TinyPic

    Post Bottom Ad