Ministério Público recomenda paralisação de obras do Acquario do Ceará

O Ministério Público do Estado do Ceará expediu, na última quinta-feira (dia 25), uma recomendação ao secretário de Turismo do Estado do Ceará, Bismarck Maia, a fim de que se abstenha de dar continuidade às obras do empreendimento denominado “Acquario Ceará”, até que obtenha autorização da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Urbanismo do Município de Fortaleza (Seuma). Além disso, o secretário deverá prestar a divulgação adequada e imediata, bem como que encaminhar resposta por escrito ao Ministério Público, no prazo de 15 dias, contados a partir da data do recebimento.

A recomendação foi assinada pelos promotores de Justiça integrantes do Núcleo de Atuação Especial de Controle, Fiscalização e Acompanhamento de Políticas do Trânsito (Naetran), Antônio Gilvan de Abreu Melo, Elizabeth Maria Almeida de Oliveira, Francisco Romério Pinheiro Landim e Edílson Santana Gonçalves. Cópias do documento também foram encaminhadas ao governador do Estado do Ceará, ao procurador-geral de Justiça do Estado do Ceará e ao procurador-geral do Estado do Ceará.

O objeto da recomendação tem como fundamento o disposto no artigo 93, do Código de Trânsito Brasileiro, o qual prevê que “nenhum projeto de edificação que possa transformar-se em polo atrativo de trânsito poderá ser aprovado sem prévia anuência do órgão ou entidade com circunscrição sobre a via e sem que do projeto conste área para estacionamento e indicação das vias de acesso adequadas”.

Conforme informações colhidas por técnicos da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC), o “Acquario Ceará” não teve ainda o Relatório de Impacto no Sistema de Trânsito (RIST) aprovado pelo órgão executivo municipal de trânsito. Segundo o promotor de Justiça Gilvan Melo, para que haja a aprovação do RIST, fazem-se necessários os requisitos de aprovação do projeto de alvará de construção pela SEUMA; discussão de medidas mitigadoras, as quais ainda aguardam definição; e a compra de um terreno para o devido estacionamento de veículos.

Portanto, conforme o texto da recomendação expedida pelos representantes do Ministério Público cearense, a construção do “Acquario Ceará” encontra-se “em fase de execução, em flagrante descumprimento ao Código de Obras e Posturas do Município de Fortaleza”.

De acordo com o artigo 127, da Constituição Federal, incumbe ao Ministério Público a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis. Entre outras providências, cabe aos membros do MP a expedição de recomendações dirigidas aos órgãos e às entidades, requisitando aos destinatários divulgação adequada e imediata, assim como resposta por escrito, conforme preceitua o artigo 27, IV, da Lei nº 8.625. Com informações do MPCE.

Fonte: cearaagora.com.br
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Comente, opine com responsabilidade, violação dos termos não serão aceitos. Leia nossa Política de Privacidade.

Procurar no Ceará em rede

Destaque

Agente de endemias vítima de assalto faz apelo a assaltante

"Por favor! Devolva o meu cartão de memória, nele contem fotos de meus filhos, pago 200 reais". Falou Carlos no programa Jornal a ...

Arquivo do blog