Para matar casal, inquilinos atraíram idosos alegando vazamento na pia de imóvel

Fonte: G1

O responsável pela investigação do assassinato do casal de idosos de Colorado do Oeste (RO), delegado Núbio Lopes, afirmou nesta quarta-feira (8) que o os inquilinos suspeitos do crime atraíram as vítimas até o local alegando um vazamento na pia do imóvel.

Os corpos de Dionélia Giacometti Mai e Eldon Mai foram localizados na terça-feira (7), enterrados perto de uma rodovia na cidade de Chupinguaia (RO). Os suspeitos do brutal assassinato, um homem e uma mulher, foram presos tentando fugir no carro das vítimas.

Segundo o delegado da Polícia Civil, Dionélia foi a primeira a ser morta pelos inquilinos, no domingo (5). Ela estava sozinha em casa na manhã daquele dia.

"O suspeito convidou a senhora para ir até o imóvel locado [aos fundos de onde as vítimas moravam] alegando que havia um vazamento na pia. Ele sabia que a senhora era muito atenciosa. Quando Dionélia entrou na casa para ver o suposto vazamento, o homem a atacou com um cabo de enxada e desferiu um golpe em sua nunca", afirma o delegado Núbio.

Após a vítima cair no chão, o suspeito rasgou uma camiseta e amordaçou a vítima. A idosa então começou a se debater e tentou gritar, segundo a polícia.

"Ele então pegou uma pequena corda, deu a volta no pescoço de Dionélia e a estrangulou. Depois ele foi até a casa da vítima, vasculhou bolsas e cômodos atrás de cartões de crédito, débito e dinheiro", conta Núbio.

Por volta de 15h, o marido de Dionélia chegou em casa e, usando o mesmo método, o suspeito convida Eldon para ir até o imóvel verificar o vazamento na pia. "Quando o idoso entrou, também foi golpeado na nuca pelo cabo de enxada", revela o delegado.

Depois de matarem o casal de idosos, que eram dentistas e pioneiros em Colorado do Oeste, os suspeitos transportaram os corpos até Chupinguaia e lá os enterraram em covas separadas.

Descoberta do crime

No mesmo domingo a família sentiu falta de Dionélia e Eldon. Foi notado também que o veículo do casal havia sumido e então os parentes avisaram a polícia.

Na terça-feira, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) abordou um veículo com três pessoas, um homem, uma mulher e uma criança. O automóvel estava em nome de Dionélia e, ao ser questionado pelos agentes, o motorista confessou ter matado o casal de idosos para roubá-los.

Os inquilinos ainda levaram os agentes até o local onde enterraram Dionélia e Eldon, em Chupinguaia. O primeiro corpo a ser encontrado foi o de Dionélia.

Os suspeitos receberam voz de prisão por latrocínio e foram levados para a delegacia de Polícia Civil. Já a criança deles foi entregue ao Conselho Tutelar.


Fonte: G1





Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Comente, opine com responsabilidade, violação dos termos não serão aceitos. Leia nossa Política de Privacidade.

Procurar no Ceará em rede

Destaque

Agente de endemias vítima de assalto faz apelo a assaltante

"Por favor! Devolva o meu cartão de memória, nele contem fotos de meus filhos, pago 200 reais". Falou Carlos no programa Jornal a ...

Arquivo do blog